Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese







Partilhe esta Página


PROPÓSITOS
PROPÓSITOS

PROPÓSITOS

Os nossos cursos teológicos em geral visa uma preparação para o exercício da função de Teólogo, e lembre que quando falamos em “teólogo” estamos usando esse título de forma genérica, a saber, tanto para homens como para mulheres. Da mesma forma a palavra: “função” deve expressar um conteúdo mais profundo do que apenas um ministério ou pastorado. O (a) estudante deverá adquirir o conhecimento instrumental (ferramentas) que lhe proporcionarão uma capacitação de trabalho eficaz como Teólogo. Procuramos como corpo docente dar uma dedicação pessoal a cada um de nossos (as) alunos (as), tanto no início do estudo, quando as dificuldades pessoais do confronto com o estudo teológico são maiores, como mais tarde, quando desenvolve o confronto com a prática.

 

Sabemos que a Revelação veio até nós por intermédio do testemunho humano registrado nas Sagradas Escrituras. O surgimento de tais escritos dista milênios de nossos dias. Sua compreensão exige conhecimentos históricos, lingüísticos e literários, sem os quais não haverá verdadeira atualização, mas apenas repetição de termos e frases que nada mais dizem ao homem de hoje. A aquisição de conhecimentos e métodos, requer uma dedicação intensiva e requer tempo em face da vastidão do campo informativo a ser abrangido. 

 

Deve ficar esclarecido desde o início que o (a) aluno (a) aprenderá a fazer uma clara distinção entre “a verdade da fé” e “a verdade da história”, pois a verdade da fé, que pertence à dimensão existencial da vida, será chamada de certeza se nós a comparamos com o grau de “verdade histórica” envolvida. Se elas são separadas, são também complementares, uma verdade não pode ser desvinculada da outra.

 

Tendo estes fatos em mente, podemos compreender com clareza porque uma fé errada pode destruir o sentido natural da existência, enquanto que o julgamento da história, mesmo que esteja errado, não pode colocar em risco a existência. Por essa razão, os primeiros estudos de teologia são para aprender a fazer um julgamento criterioso, científico, honesto e descomprometido que levará a conciliar de maneira clara e compreensível a verdade da fé, sem detrimento da verdade da história. Cabe destacar ainda que, quando falamos em "verdade da fé", não estamos incluindo nessa frase qualquer sistema de doutrina, pois a teologia faz justamente essa separação entre doutrina e fé, entre o que é essencial e o que é periférico. Razão pela qual a teologia pode ser inter-denominacional, ou seja, não interferir na doutrina da denominação religiosa.

 

 

topo